Passo a passo para fazer Vaporização do Útero

Passo a passo para fazer Vaporização do Útero

A Vaporização do Útero é uma técnica de ginecologia natural, que trabalha problemas ginecológicos e emocionais. Este método, apesar de simples e fácil, proporciona uma série de benefícios. A Vaporização ameniza dores cólicas; reduz sintomas da TPM ou menopausa; aumenta fertilidade; melhora prazer vaginal; ajuda saúde íntima; oferece clareza mental, etc.

Vaporização do útero - Roberta Struzani

+ Vaporização do Útero: entenda como esta técnica milenar trata emoções e saúde íntima feminina

Abaixo, você aprende o passo a passo para fazer a Vaporização do Útero e incluir esta técnica poderosa em sua rotina de cuidados.

Materiais necessários para fazer a Vaporização

  • Ervas de sua preferência (você pode usar até 7 ervas diferentes em cada Vaporização) 
  • 1 balde, penico, bacia ou banco próprio para Vaporização – Existem algumas cadeiras confeccionadas especialmente para Vaporização, que você encontra na internet ou pode mandar um marceneiro fazer. Mas, a forma mais simples, é encaixar um penico dentro do vaso sanitário, ou improvisar com um balde, uma bacia de plástico ou de barro (esta última também chamada de alguidar, que neste caso será do tipo 0 ou 00, e é vendida em casas de produtos esotéricos). A dica é que tenha um buraco para subir o vapor, onde você encaixa sua vulva.
  • Água fervente

Como usar as ervas na Vaporização?

Se você escolher fazer a Vaporização com raízes, ervas mais grossas ou caule, como, por exemplo, barbatimão e anis estrelado, você ferverá essas partes junto com a água, por 5 ou 10 minutos, para soltar bem suas propriedades. 

Caso sejam ervas frescas ou secas, você pode jogar as ervas no recipiente que vai fazer a Vaporização e, só depois, jogar a água já fervida sobre elas.

+ Veja aqui quais ervas usar para a Vaporização do Útero

Passo a passo da Vaporização do Útero

Despeje no recipiente que vai fazer a Vaporização as ervas escolhidas por você. Lembre-se que, se você optou por utilizar raízes, ervas mais grossas ou caule, você já ferveu essas partes com a água. Neste caso, jogue toda a mistura de uma vez no recipiente.

Jogue a água fervente por cima das ervas. Dê uma mexida e tampe ou abafe o recipiente com um pano ou toalha, por uns 2 minutos.

Se conseguir adaptar o “assento” do recipiente, de modo que consiga ficar sentada nele, é ainda melhor, pois facilita a chegada direta do vapor até a vulva. A água não deve encostar na vagina, você só aproveitará o vapor. Se não conseguir ficar sentada, mantenha-se em pé mesmo. Você pode usar uma saia longa, sem calcinha, ou se enrolar com um cobertor, para garantir que o vapor fique concentrado e suba até sua vulva. Lembre-se que você deve estar nua da cintura para baixo ou sem calcinha.

Quando o vapor parar de subir é sinal de que a terapia já foi realizada. Mas, em média, você deve permanecer ali por cerca de 20 a 30 minutos, ou, ainda, enquanto for confortável para você. Eu mesma já cheguei ficar 2h fazendo a Vaporização, ia colocando um pouco mais de água quente para manter o vapor. Quando faço, entro em deliciosos processos meditativos e fico ali por mais tempo do que o estimado, afinal, é o meu momento de amor-próprio, de autocura, de silenciar a mente e aguentar a rotina da minha vida.

Minicurso de Vaporização do Útero, cuidados íntimos e fitoterapia

As participantes da minha vivência online de Reconsagração do Ventre, ganham de presente minicursos de fitoterapia, Vaporização do Útero, cuidados íntimos e Pompoarismo sem instrumentos.

Quando a mulher limpa seu ventre por meio da Reconsagração e depois instaura a Vaporização do Útero em sua rotina de autocuidados, ela potencializa os efeitos da limpeza uterina.

Afinal, cada erva trabalha um aspecto emocional em sua vida, ajudando-a a ressignificá-lo. Isso, por si só, apoiará o trabalho da Reconsagração, pois você estará trabalhando especificamente uma questão emocional que foi trabalhada na vivência.

+ Quero saber mais ou me inscrever na Reconsagração do Ventre

Deixe um comentário

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *